História Wing Chun

A história das Artes Marciais Chinesas são antigas, remontando uma era remota de 464 AC em Hunan, China, pelos Monastérios Shaolin.

De acordo com a lenda, os monges passavam por exercícios físicos rigorosos para torná-los forte e com muita saúde, física e mental. Os treinamentos no Mosteiro Shaolin eram divididos em 2 categorias: Interno e Externo. Os treinamentos externos envolviam o trabalho de músculos, membros superiores, inferiores e ossos. Os treinamentos internos eram focados na mente e espírito, com exercícios de respiração e meditação, para reequilibrar e reenergizar os órgãos internos.

As Artes Marciais do Templo Shaolin fundamentaram-se em animais e insetos, tais como:

  • Movimentos poderosos do Tigre e Leopardo;

  • Movimentos precisos da Garça e Cobra;

  • Movimento paciente e mortal do Louva-Deus.

O Templo Shaolin exisitu por mais de 1.500 anos e em 1647 o Templo foi destruído pelo Imperador Shunzhi, depois em 1674 pelo Imperador Kangxi e novamente em 1732 pelo Imperador Yongzheng.

E foi este último ataque em 1732 que fez com que as Artes Marciais Shaolin se espalhassem pela China, através de Monges e Freiras foragidos e sobreviventes do Templo. E é neste contexto que a Lenda do Wing Chun começou...

Uma das freiras do Templo de nome Ng Mui, fugiu para a província de Gwan Sai. Esta província fica na região sul da China e lá, Ng Mui procurou abrigo na casa da Família de Yim Yee Kung.

Durante o tempo em que ficou na casa da Família Yim, Ng Mui ensinou as Artes Maricias Shaolin a uma das filhas de Yim Yee, a jovem Yim Wing Chun. 

Yim Wing Chun casou-se com Leung Bok Cho por volta de 1740 e ensinou seu marido as Artes Marciais que havia sido ensinada por Ng Mui.

Leung Bok Cho por sua vez, ensinou a arte de Wing Chun para Leung Yee Tay e Wong Wah Bo, ambos artistas da Ópera Chinesa.

Esta Ópera frequentemente viajava pelo Rio Pearl, onde o meio de transporte mais popular eram pequenos botes, vermelhos, com um dragão pintado na frente e um fênix atrás. Durante o trajeto para as cidades onde iriam se apresentar, os artistas da Ópera Chinesa dormiam, comiam e treinavam Artes Marciais dentro dos botes.

Nota: Posteriormente o bastão de 6 polegadas, Look Dim Boon, foi introduzido no WIng Chun baseado nos bastões compridos e flexíveis usados para empurrar estes botes.  

Após um dos famosos instrutores de Ópera conhecido como Tan Sau Ng estabelecer-se em Foshan, ele iniciou a ensinar música e artes marciais aos membros da ópera.

Este ensinamento foi sendo passado de pai para filho, até que Leung Jan organizou o sistema de Wing Chun com Leung Yee Tay e Wong Wah Bo, inclundo as 3 formas de mãos livres: Sil Lim Tau, Chum Kiu e Biu Gee, as técnicas no Boneco de Madeira e Treinos de Chi Sau. O bastão e as facas eram ensidadas privativamente.

Mais tarde Chan Wah Shun aprendeu com Leung Jan e se tornou um dos melhores professores de Kung-Fu de Foshan. Ele aceitou somente 16 estudantes e um deles era Ip Man.

Ip Man mudou para Hong Kong e aprimorou suas habilidades e técnicas do Wing Chun junto com Leung Bik, filho  de Leung Jan.

Ip Man ficou conhecido por ser o responsável pela promoção e crescimento dos praticantes de Wing Chun na China e no mundo, tendo como seu aluno mais ilustre Bruce Lee.

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO

Visite-nos no Facebook &

No Canal do Youtube

  • Facebook Social Icon
ENDEREÇO

BREVE EM NOVO LOCAL

Contate-nos:

sifumichelmusulin@artesmarciaisfoshan.com

Cel: +55 11 94561-4799 (Whatsapp) 

COMO CHEGAR